2 de mar de 2011

PAISAGEM

2 de mar de 2011
.
Não sei se chove lá fora
Respingos molham o centro
Da paisagem que decora
A chuva que cai-me dentro
.
Deita-me na relva, deita
Porque a água acalanta
A arritmia perfeita
Daquilo que ela planta
.
E que o dia se embebede
De tudo que lhe convém
Pois no coração rebelde
Ás vezes chove também
.
Trazido de O.T.Velho (Conservatório Íntimo)

0 comentários: